terça-feira, julho 19, 2005

os sub-suburbanos

ninguém vive em Paredes. pelo menos é essa a conclusão a que chega cada vez que se fala com um paredense, fora da sua terra. vivem todos no Porto, quando muito, nos arredores do Porto, enfim, perto do Porto.
há uma vergonha entranhada e completamente justificável. eu próprio digo que durmo em Paredes, recusando a ideia de viver nessa terra. viver significa participar nesse espaço, comungar uma pertença, experimentar um dia-a-dia local e particular.
eu recuso essa sorte. durmo em Paredes, de facto, não mais.
os paredenses fazem o mesmo, só assim se compreende que um festival de música (Antarte Pop-Rock / 100% nacional) se faça anunciar como sendo em Rebordosa/Porto.
há mais orgulho na pertença a uma freguesia, do que numa pertença concelhia. este é apenas um fait-divers nessa demanda. assim se explica que todos os candidatos à câmara municipal sonhem com uma integração na área metropolitana do Porto. os paredenses têm um cosmopolitismo que não cabe no Vale do Sousa. preferem ser o subúrbio de Valongo a ter uma identidade própria. estes são os sub-suburbanos.

3 Comments:

Anonymous Cadelinha Lésse said...

Serão candidatos à autarquia de Rebordosa/Porto?

JÁ AGORA: PARABÉNS PELO BLOG, QUE FEZ DOIS ANINHOS!!!

3:31 da tarde  
Blogger LusitanoRunner said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

11:50 da tarde  
Blogger LusitanoRunner said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

11:55 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home